Indústria Alimentícia: patrocinando atividades saudáveis para lavar a imagem

28.10.2013
, , , , , , , , , , ,  - 

Fui entrevistado para uma matéria do Yahoo sobre “que alimentos não dar para seu filho”. A matéria ficou bem legal, e a jornalista responsável, Sayonara, é competente e… responsável. Hoje recebi dela o link e fui ver a matéria. Adivinha quem é o patrocinador? A Coca Cola – a rainha dos produtos que não devem ser oferecidos aos nossos filhos.

O produto anunciado é o Kapo. Basta clicar no link e olhar o conteúdo nutricional do Kapo Néctar de fruta: 29 gramas de açúcar em 200 ml. Mais que um refrigerante. 2 colheres e meia de sopa cheia. Horror: veneno nutricional, (diabetes, obesidade, câncer, infarto, tudo mais que provado cientificamente). E vá tentar fazer uma criança tomar um copo de suco de fruta natural ou comer uma maçã depois de ser massacrada com açúcar a esse ponto – de queimar a garganta e viciar o cérebro.

Curiosamente – ou melhor, inteligentemente, multinacionais da indústria de alimentos, entre as mais perversas, vem patrocinando tudo que é “atitude saudável”. A Nestlé colocou um suplemento nutricional para patrocinar um programa que ajuda, de fato, à famílias fazerem seus filhos comerem melhor (da nutricionista Gabriela Kapim). Ora, se vão comer melhor, justamente não vão precisar do suplemento Nestlé, que as entulha de leite, chocolate, e açúcar: calorias e vitaminas artificiais em vez de alimentos naturais e saudáveis, como o programa promove.

Associando suas marcas ao exercício, por exemplo, eles lavam suas imagens dos danos que provocam e ainda deixam uma mensagem ambígua: estimulamos você a fazer exercício, e se você não fizer, a culpa é sua. Se fizer, você pode consumir mais Coca Cola. Estamos aqui ao lado de um programa de alimentação saudável. Parecemos mais saudáveis assim… e além disso, em vez de se aborrecer indo à feira e comprando frutas e legumes para seu filho, dá logo um copo de Nutren Kids para ele.

A estratégia é a mesma da indústria do cigarro, quando fazia propaganda: associava sua imagem aos esportes, à sofisticação e ao charme. Ou das empresas de petróleo e mineração lavando sua imagem com programas ambientais de impacto limitado.

A única coisa que a Coca Cola pode fazer, de verdade, pela saúde, é vender menos Coca Cola. E no Kapo, porque colocar tanto veneno, porque oferecer uma opção que faz tão mal e vicia crianças (o açúcar é comprovadamente uma droga aditiva)? Não daria para tentar, com tanta tecnologia, produzir algo realmente saudável e mais natural?

Não: o lucro dos acionistas é muito, muito mais importante que a saúde dos seus clientes. Melhor a simples maquiagem. Mas em breve, elas terão que mudar – o mundo está mudando, os consumidores se tornam mais conscientes, e os grandes tubarões vão ter que ceder.

http://br.mulher.yahoo.com/alimentos-que-voc-n-o-deve-apresentar-para-112700952.html

Compartilhe !